rpgvale
1599924783602205
Loading...

Vale a pena ser um escritor independente?

Quando você ouve palestras, lê matérias ou assiste entrevistas de escritores renomados existe um consenso de que a melhor maneira de com...



Quando você ouve palestras, lê matérias ou assiste entrevistas de escritores renomados existe um consenso de que a melhor maneira de começar é participando de antologias, publicando em revistas e e concursos literários que podem ajudá-lo a se tornar conhecido no meio até receber um bom convite de editora.

Esse é um processo que pode demorar anos, nem todo mundo tem as habilidades de networking necessárias para conquistar um espaço nos bastidores. Outros não tem a oportunidade, mesmo apresentando talento e determinação. Aliás, essa é a chave para conseguir qualquer resultado em uma possível carreira como autor: determinação.

Há 4 anos, mais ou menos eu vivo da escrita. Comecei fazendo freelas para um boardgame e depois fui contratado pela Storytellers Brand'n'Fiction que é um escritório de innovative Storytelling. Bem no começo do meu trabalho eu consegui um resultado interessante, quando um conto de Scifi foi escolhido para representar o Brasil em uma antologia mundial publicada em inglês pela Intel (que eu publiquei posteriormente na Amazon aqui ). Eu havia feito uns testes na plataforma de auto-publicação que vamos voltar a falar a diante.

E então me animei com esse jogo de literatura, ao mesmo tempo em que estava escrevendo peças de Teatro, Hqs e roteiros para empresas que se interessavam pelo entretenimento, seguia a trilha de levar meus textos autorais para o mundo, sabe... mostrar minha arte que nem sempre fica em evidência quando se escreve um roteiro encomendado.

Quando passamos a conhecer outros autores, alguns bem mais experientes, outros bem mais empolgados, muita coisa passa a se esclarecer. Você se depara com a realidade das baixas tiragens e dos valores que precisa "investir" para conseguir algum sucesso editorial - mas no Brasil é assim para tudo, não é? Com alguns milhões no bolso você consegue um sucesso de sertanejo. 

Obviamente este meio não exige milhões, mas pode chegar na casa das dezenas de Reais e conheço alguns autores que investiram caminhões de dinheiro para lançar sua obra, com booktrailers cinematográficos, um dia chego lá, quem sabe.

A liberdade cobra seu preço

Participei de uma antologia maravilhosa com uma editora que admiro muito, a Editora Wish. Criaturas do Submundo teve um trabalho primoroso e uma capa absurda de tão linda.  Mas sabe, se você não é tão famoso assim, dinheiro não é uma métrica realista para o seu sucesso como escritor. As vezes você quer apenas "contar suas próprias histórias".

Como sou um autor negro, tenho meus próprios símbolos e temas que gostaria de abordar e em muitos casos os editais de editoras não estão dispostos a contemplar.  Não vou precisar de um parágrafo aqui para lembrar que toda cultura pop/nerd/rpgista e literatura de fantasia medieval foi construída com pilares de um mundo racista e ainda é difícil sim vender outras narrativas.

Então comecei a procurar espaço para escrever sobre o que eu achava mais relevante, tanto para mim quanto para as pessoas que considero meus iguais. o Wattpad foi uma das soluções lógicas e frustrantes.

A rede tem uma dinâmica própria, a maioria dos usuários são outros escritores tentando carreira - na maioria das vezes crianças escrevendo sobre sexo em fanfics de Crepúsculo ou Harry Potter.  E ainda é um tipo de bolha social, pouca gente de fora do meio habita aquelas páginas. Mas é um ótimo termómetro para testar títulos, sinopses e mesmo conquistar alguns leitores betas de um capítulo em desenvolvimento.  É uma realidade que nenhuma editora que me deparei pratica, se você se preocupa em conectar verdadeiramente com seu público vai adorar a sensação.


Outros profissionais fazem falta, o que significa que você pode demorar mais

Toda essa liberdade tem um preço, que é ver você se desdobrando em 4 ou mais para concluir uma boa obra. Depois de um tempo escrevendo (por encomenda ou não) fica bem perceptível a necessidade de ter outras pessoas envolvidas no processo criativo. O editor é  principal, tive contatos com alguns que senti uma sinergia enorme e outros que senti que não entenderam em nada a proposta do meu texto.  Ele pode prejudicar ou alavancar a qualidade de suas palavras. É algo que apenas uma editora pode lhe oferecer, assim como um departamento de marketing (em poucos casos) ou minimamente uma estrutura de divulgação já consolidada.  As pessoas já esperam receber livros dessas empresas, mas não esperam de você - é até tão ridículo de óbvio

Apesar disso a parte mais difícil e que vai te fazer passar por um turbilhão de sentimentos como fúria, ira e frustração é o design da obra. Ilustradores são difíceis, podem ser caros para um autor indie ou mesmo pouco acessíveis e com prazos impraticáveis. Posso indicar alguns, me pergunte no twitter 

Mas você pode alcançar quem sempre sonhou

Lembra dos meus primeiros experimentos na KDP da Amazon? Um deles foi um compilado de artigos que produzi em 2014, chamei de Narrativas Interativas, ele sempre me rendeu um troco todo mês, caindo na minha conta. Subestimei-o. Recentemente fui olhar suas estatísticas e já havia passado de 600 distribuições - muitas nas promoções da plataforma, incluindo a distribuição grátis que eu promovia. 

Números que me impressionaram e que impressionam quem trabalha com antologias pequenas. Ver tantas pessoas assim se interessando pelo meu conteúdo me motivou a fazer cada vez mais. E aquele dinheiro que investiria em impressões pode reverter em propaganda online. Isso me deu uma nova ótica sobre o que quero com cada um dos meus trabalhos.  Criar representatividade, ter fantasia com meu DNA distribuído no mundo e nesse sentido me tornar um autor independente é a melhor solução.
Alguns desses projetos estão em andamento e tenho muita coisa para contar:



A cor dos Seus Olhos é um dos 4 contos escolhidos para representar o Brasil na Antologia mundial “Cautions, Dreams & Curiosities” do Tomorrow Project, promovido pela Intel.  - https://www.amazon.com.br/dp/B00YJRTD1C

Ogbun: Cronologia do Mundo narra de forma breve os principais fatos que levaram a atual organização social do mundo dividido entre os Reinos da Coroa de Prata e o Império do Sol Selvagem. Esse mundo fantástico pretende trazer elementos marginais à Literatura de Fantasia para construir uma ficção fantástica e já passou de 160 Downloads em poucas semanas.   - https://www.amazon.com.br/dp/B071ZTVJYC

Piatã: A Sombra da Serra conta a saga do último cacique de uma linhagem mística do Vale do Paraíba sobe a Serra para encontrar a salvação do que restou de seu povo em meio a uma perseguição sanguinária de uma comitiva bandeirante. - https://www.amazon.com.br/dp/B072184SXR

Se você quiser ficar por dentro dos meus próximos lançamentos, basta clicar e se inscrever aqui - http://eepurl.com/cSeCTP

Siga O RPGista no Instagram e no Twitter.

literatura 1959502391887181589

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos