rpgvale
1599924783602205
Loading...

O impacto do Dungeons & Dragons nas redes como Twitter e Facebook

Pois é nerdaiada que não larga a fantasia de Troll… O carnaval passou e a gente retorna a taberna do RPG Vale c om um artigo falando so...

dungeons dragons rpg

Pois é nerdaiada que não larga a fantasia de Troll…

O carnaval passou e a gente retorna a taberna do RPG Vale com um artigo falando sobre redes sociais, Facebook e o D&D. Isso porque saiu na revista Galileu esses dias uma entrevista com o diretor Anthony Savini, o produtor James Sprattley e o roteirista Michael Pascal, que estão trabalhando no chamado Dungeons & Dragons: a Documentary, que estreia esse ano para a felicidade da nação roleplayer.

Um dos pontos que me chamou a atenção (e até é o título do artigo) foi atribuir ao D&D um comportamento nativo das redes sociais. Vejam só:

Em 1975, seis meses após o lançamento, os criadores ainda tentavam explicar o que o jogo era. Não existia o termo Role Playing Game (RPG). Hoje até minha mãe o conhece. Se você entra em sites como Facebook e Twitter, não vai colocar cada detalhe da sua vida ali. Você edita para que a página mostre uma persona. Isso é próprio do ser humano, mas acredito que, a partir de fenômenos culturais como esse jogo, passamos a lidar melhor com a ideia de que temos facetas diferentes, que se revelam em momentos diferentes.

De fato as redes sociais são estudadas muito antes do RPG surgir, porém tem muita lógica essa ideia de que seria uma das primeiras formas de “representação de aspectos da nossa personalidade em outras realidades”.  Assim como em uma ficha você descreve poderes e características (que lhe convém para que seu personagem fique forte/bonito ou expresse seus pontos preferidos) nas redes como o Facebook é exatamente isso o que acontece – quem sabe no twitter aonde eu atuo como bárbaro, storytelling e roleplayer.

Untitled-1.indd

Eles falaram também sobre assuntos como as ligações supostas entre o RPG e o satanismo que eram difundidas na época de 70-80 nos EUA e que chegou pra cá também por volta da década de 90. E o que mais interessou nisso tudo foi saber que o filme ou documentário que estão produzindo vai se aprofundar nos aspectos comportamentais da geração D&D. Aliás, todo rpgista sabe como esse jogo impactou sua vida profissional ou não de um jeito ou de outro, o Role Playing Game é um dos games mais produtivos intelectualmente para seus jogadores.

Acompanhem a entrevista na integra pelo link - http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/1,,EMI327152-18543,00.html

Obs: Estou matando Orcs só pra passar o tempo e ver logo esse documentário!

Rpg 2411458698474661796

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos