rpgvale
1599924783602205
Loading...

Criando magia e desenvolvendo tecnologia para universos ficcionais de RPG

A gente falou bastante sobre forças básicas para construções de universos no ultimo post . Agora d...

dicas-de-mestre---universos-magia-e-tecnologia

A gente falou bastante sobre forças básicas para construções de universos no ultimo post. Agora devemos fechar essa parte da nossa série Construindo Universos Ficcionais e no próximo artigo vamos falar de cronologia e eventos.  E esses dois últimos pontos da parte inicial são exatamente Magia e tecnologia, então vamos nessa.

O pensamento é basicamente ao das ciências naturais, você precisa responder algumas perguntas como: De onde vem? De que forma se apresentam e como interagem com o universo?
Quando falamos de magia, na verdade estamos compreendendo algo maior que são as forças sobrenaturais. Isso diz respeito a coisas como espíritos, anjos e demônios, extraterrestres ou extradimensionais e divindades.

A história do universo de World of Warcraft tem um pouco de tudo isso. Segundo algumas lendas a magia estava ligada a energias místicas da natureza, mas foi influenciada por seres infernais que se comunicavam de planos diferentes e levaram os Orcs para o mundo de Azeroth.
A origem de toda magia é sempre misteriosa...

Dungeon_and_Dragons__Underdark_by_boudicca

Isso significa que os elementos são os mais variados possíveis e que é a hora de usar suas referências para descobrir maneiras de desvendar os mistérios mágicos. Você pode usar alguma estrutura conhecida como as religiões e criar uma hipérbole com seus rituais, elevando a níveis fantásticos os efeitos causados por suas orações.

Nem toda magia precisa vir de uma única fonte. Alguns seres podem ser ligados diretamente a uma fonte e nascerem inclinados a ela, outros podem utilizar fontes menores (ou obscuras) para o mesmo efeito.  Vamos pensar em algumas ideias para basear nossas criações:

  • - Poderes espirituais concedidos a certas pessoas com fé extrema;
  • - Forças da natureza que podem ser canalizadas através de rituais xamanistas;
  • - Poderes dos deuses, concedidos em troca de tributos;
  • - Poderes de moldar a realidade, tendo em vista que alguns seres não pertencem a ela;
  • - Ligações da mente ou da alma com energias cósmicas;

Isso é apenas uma pequena amostra de origens aos poderes mágicos de seu universo. Após pensar nela, você deve passar a pensar em como e “quanto” ela vai influenciar o seu universo. Em alguns casos como na série “Crônicas de Gelo e Fogo“ (#Got) ela não se encontra muito presente, mas parece estar voltando.

Gosto de usar o conceito que a gente chama de alta ou baixa fantasia. Na alta o que você encontra são confrontos épicos, mitológicos e poderes estratosféricos se digladiando. Já na baixa, isso não acontece muito, assim como algumas classes e raças mágicas não estão muito presente.

 

Bronze, metal ou adamantium?


Vamos passar para uma parte interessante, a tecnologia como força do universo. Isso porque alguns se baseiam principalmente nelas, como histórias futurísticas - Star Trek.
Apesar da tecnologia ser ligado a ciência é interessante separa-lá porque em muitos casos tem papel definitivo para o universo, como é no gênero Steampunk

steampunk_sketches_a_by_david_nakayama-d4hq89q[3]

Ele é um subgênero de Sci-fi aonde os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real. Isso significa que é possível encontrar robôs, mas feitos com materiais bruscos tipo placas de aço fundido. Assim como laboratórios e experiências futuristas, porém com materiais e no contexto passado.

Na maioria dos universos medievais o que encontramos é a divisão tecnológica histórica: idade da pedra, quando os humanos manipulavam basicamente esse material para construções e as armas eram de ossos. Idade do bronze, quando começaram a surgir algumas armas e armaduras leves e a idade do ferro ou metal, cujas armaduras se assemelham ao que tínhamos nas Cruzadas.

Então para compreender a tecnologia na sua criação o que deve fazer é exatamente desenvolve-lá em ordem cronológica do ponto de partida (primeiro ser vivo pensante a nascer ou chegar no universo) até a data atual - e futura caso queira expandir a um novo cenário.
Nessa linha do tempo coloque eventos que possam ter influenciado descobertas significativas como a visita de um ser espacial, descoberta do fogo ou desenvolvimento da teoria de teleporte de células vivas.

Sim, muitas vezes a tecnologia não vem do planeta. Voltando ao universo do Wow, após serem bombardeados na segunda guerra pelos gnomos em máquinas voadoras a Horda teve que procurar meios para controlar os dragões.
Aliás as guerras sempre são momentos em que a tecnologia acaba sendo evoluída bruscamente (infelizmente, para nossa realidade). Isso pode significar vantagens bélicas ou de sobrevivência.  Há muitos casos que a história do universo compreende uma espécie ou facção que evolui mais tecnologicamente enquanto a outra acaba se ligando mais a magia e modos tribais de civilização. Tudo isso impacta muito a  forma com que a população se organiza, de várias formas.

Fica a seu critério definir os níveis de intensidade de cada característica para seu universo. Alguns são altamente tecnológicos e com leve toque de magia, outros são totalmente mágicos e com quase nenhuma ciência.  Agora com uma das bases construída, vamos pensar nos eventos e em como definir uma ordem cronológica para eles, da criação a expansão.

 

(acompanhe aqui nossa série CUFRPG – Criando Universos Ficcionais para RPG)

Rpg 3985362333572703382

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos

Curso Online