rpgvale
1599924783602205
Loading...

Mesa de RPG - As Guerras de Sucessão (4 vagas x2 grupos)

Olha aí roleplayers, o BloggingHeroes está dando frutos… e isso significa, mais uma mesa para quem quiser jogar por Skype ou hangout com ...

bloging-heroes

Olha aí roleplayers, o BloggingHeroes está dando frutos… e isso significa, mais uma mesa para quem quiser jogar por Skype ou hangout com a gente.  Vou repassar alguns detalhes que todos esquecem: Sim, aceitamos novatos, não se importem com sistema, você será ensinado.  Para se inscrever deverá deixar aqui nos comentários, seu nome, email ou twitter e principalmente seu skype.

O narrador será Raphael Ribeiro, ele desenvolveu o cenário todo, postarei aqui apenas um resumo, o completo ele enviará aos jogadores. Tem até um mapa maneiro no final do post. O Raphael se prontificou a mestrar para dois grupos com 4 integrantes… ou seja os 8 primeiros a comentarem aqui estarão na equipe.  Alguns que comentaram no post de Gurps, serão convidados também. Agora vamos a história:

Com os primeiros grupos colonizadores desembarcarem em Asterland e a terra ter sido tomada, além do surgimento das pequenas províncias litorâneas e suas expedições para o centro da região, foi descoberto a presença de uma nação orc ali já estabelecida, o povo de Skartto.

Os conflitos a partir de então forma subsequentes. Os orcs defendendo seu território e os homens tentando tomá-lo em sua expansão desenfreada. O conflito ia mal para o povo orc devido ao poder belico superior dos homens, e estes foram obrigados a recuarem para sua base de resistência no pé da grande muralha. As tropas se posicionaram e dias de conflito se passaram no combate que ficou na memoria de todo homem de Asterland, conhecido como A batalha dos campos de Eltazam.

A resistência orc sucumbiu com a queda de seu general no combate contra Eltazam, líder dos homens, que também pereceu na mesma batalha, ambos vitimas de ferimentos mortais que causaram um ao outro. As bocas que contam este confronto falam de uma luta épica, onde as espadas se chocavam e faíscas eram expelidas. Dois gigantes de forças equivalentes. Ogdu com sua constituição fora do comum até para os mais robustos dos orcs e lorde Eltazam, um espadachim habilidoso, estratégico e preciso. O sangue jorrou no cruzar das espada e ambos, ao mesmo tempo se viram de joelhos. Trocaram um golpe fulminante e assim se feriram mutuamente, mas a luta continuou, até que a perda de sangue e os cansaço os abateu. A morte de Eltazam, assistida pelos homens, foi um martírio, que inflamou o espirito dos homens à batalha, já Ogdu ao morrer teve efeito oposto em suas tropas, que sem seu líder se viram desnorteadas e desesperançosas.

94d0083f364e783fcde40eb722c56b48-d4p46sh

A continuidade do conflito foi uma decisão rápida em que orcs debandaram e muitos se dividiram, caindo em uma batalha de 2 contra 1, dali até o fim foram rios de sangue. Os humanos venceram e os orcs foram condenados a uma vida de exílio para fora do reino, ou viverem vagueando na Grande Muralha. O reino de Asterland estava livre da ameaça por enquanto, e os povos de homens ali vivendo puderam se concentrar no progresso e desenvolvimento de suas cidades.

As décadas passaram e um pacto de poder surgiu entre as três grande províncias do reino, Aldora, Vale do Nialon e Paykus, consagrando-se na potencia do reino chamado de reinado de Tyandria, triade esta que trouxe mais prosperidade ao reinado e às suas extensões. Porem grande tirania veio com o reinado de Lorde Niatus, governante de Paykus na antiguidade. Niatus ao tomar o trono de Paykus pela votação em coro das tradicionais famílias de Astertland era um sábio feiticeiro que prometia, por meio de estrategias ousadas de comercio e expedições aos pontos ermos de Asterland, levar riqueza e gloria a todo reino. Porem a mascara caiu, e depois de algum tempo de governo, Niatus, estava exigindo altas taxas de impostos dos moradores de Paykus e dos vilarejos de suas cercanias. Fechara os portos dizendo ser uma medida protetiva de suas fronteiras e os portões de Paykus passaram a estar sempre trancados, vigiados por uma guarda efetiva que controlava a entrada de todo indivíduo à cidade.

A cidade exilou-se do reinado, e dizem as historias que na época um grande mistério caiu sobre seu território. Criaturas estranhas entravam e saiam da cidade, em caravanas, e foi então que a ordem secreta de Niatus foi deflagrada.

Especula-se que Niatus fora presenteado por Ogdu com um artefato que deveria selar eterna paz entre orcs e homens, acabando com os conflitos que ameaçavam as fronteiras do reino, porem sua sabedoria não foi párea para astucia de Ogdu e seu conselho shamanico, que encantando tal artefato com runas antigas do mundo, colocaram Niatus sobre controle dos orcs de Skartto.

Tamaen, Olhos do Rei, foi chamado o artefato, uma pedra que aos olhos dos ignorantes passaria por perfeita pedra preciosa, porem funciona como canal à sua pedra irmã que controla irrestritamente o possuidor. E assim se deu a queda de Niatus após o descobrimento de sua aliança secreta com os orcs, mas a verdade por trás das Tamaens só foram descobertas recentemente após as medidas restritivas já estarem instaladas e o reino livre da magia, onde até então acreditava-se ser Niatus o tirano por trás de tudo isso. Logo à descoberta da sociedade entre Niatus e Skartto, a tamaem que controlava o rei de Paykus sumiu, e suspeitas apontam que os orcs a retomaram de volta.

Mapa Tyandrya JPEG

Hoje a ordem extinta de Niatus aparenta ganhar nova forma. Uma nuvem de escuridão paira sobre a Grande Muralha e a ameaça orc promete ressurgir sobre o comando de um terrível general, Othanar, O imortal. Muitos espiões e conspiradores tomam posição no reino, como Millus, Primeiro conselheiro de Aldora, quem fora recentemente acusado de feitiçaria e envolvimento com espionagem. É apontado como o novo elo de ordem com os orcs, porem acreditasse que desta vez não há magia nem manipulação envolvida, já que Millus sempre fora de tendencia ambiciosa, cujos governantes da tríplice acreditam ser seus motivos meramente pessoais e de busca de poder.

Millus está foragido e o mau continua a avançar. Há de se falar também que logo após a formação da tríplice de Tyandria muitos foram os conflitos entre as famílias dominantes do reinado para estabelecerem as regras de sucessão aos tronos das três principais cercanias do reino. Um período negro se estabeleceu, muitas famílias se assassinaram na busca de alcançar os almejados tronos. Na densa tensão que pairava sobre o reinado uma ordem de justos se ergueu das familias tradicionais de Asterland. Lorde Derik, descendente de Lorde Eltazam, atual governante de Aldora; Hebros, governante do Vale de Nialon; e Lorde Fargio, governante de Paykus; estabeleceram um conclave, com a participação dos mandatários das demais cidadelas do reinado (Corsaria, Lume Candente, Enin, Orin e Porto de Lur) para estabelecerem as diretrizes de sucessão dos tronos das três principais cidades do reino. O conclave fora nomeado de Ordem do Urso, reunido sempre em momento de grande importância para o destino do reinado de Tyandria.

Rpg 2188480013022202057

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos