rpgvale
1599924783602205
Loading...

Canções da Meia-Noite #54 - Um passado remoto: O panteão divino

Olá caros leitores e sejam bem-vindos a mais uma noite em nossa taverna, desfrutem de boas bebidas enquanto irei contar para vocês algu...


Olá caros leitores e sejam bem-vindos a mais uma noite em nossa taverna, desfrutem de boas bebidas enquanto irei contar para vocês algumas das grades histórias que ouvi pelos reinos em minha ultima viagem. Essa semana reencontrei com uma antiga amiga barda, que me trouxe algumas lendas sobre uma terra distante onde menestréis narram seu passado através dos Contos Eloranos e recentemente um dos mais antigos deles foi entonado, mostrando como os deuses que governam surgiram e como as raças nasceram pelos quatro cantos do mundo.





















Um passado remoto: o panteão divino
No início, tudo era apenas um vazio. Nada existia, apenas a escuridão assolava o que seria no futuro o mundo. Yshtar, futuramente conhecido como o criadorde toda a vida, repousava e meditava. Por mutias vezes se sentia solitário e nessas horas as ideias pulsavam em sua mente. Maneiras de ele acabar comtoda a solidão e escuridão que ali se encontrava.

Yshtar, com o seu poder, criou o que hoje chamamos de vida: montanhas,mares, florestas, planícies e animais, espalhados por um continente e uma ilha.Ele também criou seus filhos e deu a eles os seguintes nomes: Aurora, Elor,Garthog, Luna e Zao. Futuramente seriam chamados de deuses pelos povoshabitantes do mundo, sendo Aurora, Garthog e Elor os mais influentes.

Cada filho de Yshtar recebeu poderes comparáveis ao do deus criador para quepudessem ajudá-lo na construção do mundo. E com o aval do pai, eles partiram para cada canto disseminando a vida.

Os primeiros a gerarem vida foram Aurora e Elor, baseados no amor que sentiamum pelo outro. Eles criaram os humanos, os elfos, os anões, os halflings e osgnomos. A deusa ainda criou as criaturas mágicas que vivem nas florestas,montanhas e nas águas. Já o deus encarregou-se de ensinar a suas criações o modo de construção de aldeias, vilas e cidades.

Garthog, também conhecido como “O bruto” devido a força que possuía, deu avida seres que amavam a força bruta tanto quanto o seu criador. Ele trouxe avida os gigantes e assim como as criações de seus irmãos, eles também se espalharam pelo mundo.

Luna e Zao também saíram para contribuir com a construção do mundo, masnão há relatos do que ocorreram a eles. O paradeiro desses irmãos édesconhecido por todos.

Alguns conflitos entre anões e gigantes ocorriam. As criações de Aurora e Elorpor muitas vezes levaram vantagem sobre as de Garthog, por saberem usar anatureza e seu contingente pessoal a seu favor. E com o tempo os gigantes sucumbiram à derrota.

Garthog ficou furioso com a derrota de seus favoritos e vingativo criou outrascriaturas com um potencial reprodutivo muito maior do que as do seus irmãos.Então veio à vida a primeira horda e era composta por orcs, ogros, goblinóidese kobolders. O deus os soltou no mundo para confrontar as outras criaturas existentes.

Uma batalha começou e a horda sem piedade atacou primeiramente os anões e gnomos. Eles lutaram até o seu próprio limite e para não serem dizimados, se esconderam para aguardar a saída dos inimigos de seus territórios.
O alvo seguinte das criaturas de Garthog foram os humanos. Eles mataram,saquearam e pilharam tudo o que encontraram nas cidades humanas. Os sobreviventes imploravam ao deus Elor, que fora escolhido patrono dessa raça,para que intervisse e dizimasse aquele mal.

Elor atendeu o apelo de seus favoritos que moravam na cidade de Lund, amaior daquela época. Ensinou aos humanos táticas de batalhas, construção de fortes e forja de armas. Os humanos, mais confiantes e treinados, foram para o campo de batalha de cabeça erguida.

O desfecho de tal embate foi mortal para ambas as partes. Muitos humanos e também muitas criaturas da horda tombaram, mas os sobreviventes continuavam a lutar de maneira feroz e mortífera.

Elor e Garthog na ambição de quererem a vitória de seus favoritos, resolvemeles mesmos travarem um embate. O poder despendido de tal encontro fora tão grande que os sobreviventes desistiram de suas batalhas e fugiram apavorados da área de conflito. Uma onda de choque foi liberada e varreu ocampo de batalha.

Como deuses, o combate estava equilibrado e só terminou quando Elor, numdescuido de seu irmão ao baixar a guarda inconscientemente, acertou o rosto e o deixou cego de um olho. Garthog furioso e desnorteado, partiu com tudo para cima do outro e este sem piedade o matou a sangue frio, esquecendo-se do laço de parentesco, cortando-lhe a cabeça e usando como troféu em seu salãoda vitória.


Aurora ao saber o que aconteceu, ficou horrorizada com a atitude de seu irmão e amante. Ela tomou a seguinte decisão: se retirou com seus favoritos, ose lfos, para as florestas e lá permaneceu não só como patrona deles, mas também dos amantes da natureza e das criaturas mágicas que lá habitavam.

Agradecidos por seu deus ter trazido a vitória, os habitantes de Lundre batizaram a cidade como Eloria em homenagem a Elor. A partir de então elesseguiram fielmente os ensinamentos do deus, tornando-se numerosos demais para a cidade. Com os conhecimentos e o contingente que possuíam, oshumanos se espalharam rapidamente por outras partes do continente e algumas partes da ilha que não eram habitadas pelos elfos e seguidores de Aurora. Construíram outras cidades e reinos inspirados em Eloria, por causa da majestade que esta cidade possuía.

Os séculos se passaram e os costumes de cada reino, assim como o seu esplendor e desenvolvimento, passaram a ser motivos de guerras internas.Inspirados pela benção de Elor, os habitantes de Eloria, também conhecidos como elorianos, enviaram seus exércitos para os outros reinos a fim de imporsua vontade. Por  mais que os outros tentassem lutar contra, o exército eloriano possuía as melhores táticas e pouco a pouco fez com que cada reino sucumbisse, escravizando-os ou matando caso houvesse resistência. Surgiaentão o que ficaria conhecido como Império Elorano, tendo Eloria como capital.

Elor, tomando consciência do que seus favoritos estavam fazendo, olhou paraa cabeça de Garthog e ficou horrorizado. Finalmente percebeu o seu erro e envergonhado se retirou.

E o império, construído em seu nome, continuou a conquistar cada vez mais...
Contos 2093657114327401584
Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos