rpgvale
1599924783602205
Loading...

De roleplay pra roleplay, defendendo um pouco o MMORPG #playermassivo

Já discutimos aqui no blog sobre a possibilidade de interpretação dentro dos MMORPGs, é fato que ela é inumeramente mais limitada que o rol...

player_massivo_thumb

Já discutimos aqui no blog sobre a possibilidade de interpretação dentro dos MMORPGs, é fato que ela é inumeramente mais limitada que o roleplaying do rpg tradicional (o de mesa), mas (sim) ela acontece e sobre situações bem interessantes, além desse ponto muito discutido, há outros atacados pelos jogadores xiitas que encontram uma porrada de coisas para criticar nos jogos massivos de rpg. Pra marcar meu retorno a esta coluna resolvi defender um pouco esse gênero de jogo, afinal milhões de pessoas estão jogando eles nesse exato momento e não é por acaso. 

Pra começar assim como na mesa o nível de interpretação depende muito da imersão do jogador no jogo.  A trilha sonora, texturas, cores e uma boa história dos games eletrônicos são vantagens bem imponentes dos MMOs com relação a rolagem de dados. Quem não se arrepia com as músicas imponentes do World of Warcraft ou o ambiente mágiico retratado no visual de Lotro.

Agora, quer ver uma coisa chata? Ter que pensar em pontos de vida e outros elementos da ficha é algo que (dependendo do mestre) pode se tornar muito sonolento.

rendhaal_lotro_thumb

Muitas vezes você vê seus companheiros rolando dezenas de testes em turnos intermináveis e isso não acontece nos MMORPGs… você está na ação do começo ao fim, por mais que outros joguem junto as ações são medidas e testadas simultâneamente na máquina dele.

Isso implica em outro fator importante, o tempo.

Você tem algum sobrando aí? É porque eu não disponho de muito para ficar fazendo aquelas fichas intermináveis e jogar durante 4 ou 5 horas (no mínimo) uma aventura semanal. Nos rpgs eletrônicos basta eu acessar minha conta que em poucos minutos meu personagem está lá, bonitão e pronto pra guerra. Quando eu puder jogar, entro e mato alguns Orcs vagabundos – menos no WOW em que eu SOU DA HORDA.

Eu poderia enumerar algumas dezenas de outros pontos que fazem do MMORPG um ótimo jogo, se comparado com o original RPG de mesa, mas acalmem-se, isso não faz dele melhor nem pior… apenas diferente. Definitivamente você não deve parar de jogar um ou o outro, pois tem finalidades e são para momentos bem diferentes. Agora, antes que as lanças cheguem na minha testa (Como assim, um blog de rpg falando mal do rpg???) semana que vem eu volto trazendo o lado nú e cruel dos MMORPGs e suas desvantagens críticas nessa discussão toda.  

Rpg 5233669427509599170

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos