rpgvale
1599924783602205
Loading...

Paladinos: Mais do que uma classe, um ideal

"Todos somos Paladinos quando lutamos por um ideal que pulsa em nossos corações" #proverbiorpgista Eh roleplayers, ...




"Todos somos Paladinos quando lutamos por um ideal que pulsa em nossos corações" #proverbiorpgista


Eh roleplayers, esta frase que criei e transformei em mais um dos nossos #proverbiosrpgistas foi a forma que encontrei para expressar o conceito básico do quem vem a ser um Paladino. Ser um Paladino vai muito além da ideia de ser um guerreiro sagrado, nunca deve ser comparado a um servo fervoroso das divindades, e tão menos de um simples guerreiro com espada, escudo e armadura reluzente.
Ser um Paladino não significa que deverá cultuar um deus cegamente, em alguns casos esse "guerreiro sagrado" possui nada mais nada menos do que a fé em um mundo melhor, e por tal ideal ira brandir sua espada em nome da justiça. Vendo por este lado talvez muitos de vocês iram compara-lo a um herói, e estão certos, afinal quantas vezes já chamamos um Paladino de "Campeão da Justiça"?
Já que conseguimos separar o conceito básico do que torna um guerreiro em um Paladino, vamos tentar encontrar outras características que moldam e dão vida a este personagem.  

Características que definem um Paladino

A Bondade personificada

Este sentimento poderá ser encontrado em qualquer um que se diz ser um Paladino, mas não se atreva a confundir um coração bondoso com uma pessoa tola. O Paladino muitas vezes é visto como um bobo, ao menos muitas pessoas acreditam que seu coração seja maleável, porém quem carrega tamanha bondade consigo jamais mataria um oponente, ele apenas acredita que as pessoas possuem um lado bom, e tenta mesmo ao custo de sua vida, torna-lo visível aos olhos de todos. A bondade de um Paladino é tamanha que até seus inimigos questionam suas ações, e vivem lhes perguntando o porque de seus atos.

Um servo de todos

Muitas iram discordar, mas na minha opinião a humildade é uma das principais características de um verdadeiro Paladino. Sua espada deve ser brandida para proteger a todos, principalmente os desprovidos, mas isso nunca deve torna-lo superior aos demais. É normal ver um desses campeões arriscando a vida para proteger qualquer um que lhe peça ajuda, seja esta pessoa um rei, um sacerdote, um servo, ou mesmo um escravo. Os Paladinos acreditam em um mundo justo, onde todos são iguais, não fazendo distinção de raça, cor, divindade ou hierarquia.

Determinação que supera seus limites

Como já disse, um Paladino sacrificaria sua vida se fosse necessário para proteger qualquer um, ele carrega consigo essa determinação de agir em prol do que é justo, e essa vontade sempre será alimentada por sua fé. Ele nunca desistira, independente da situação, e de forma alguma colocará outras vidas em risco, por isso é comum ver um Paladino encarando um grande perigo sozinho, mas tenha certeza que ele o fará de bom grado.

A coragem pelos outros

Talvez seja uma das características mais fortes de um Paladino, mas de forma alguma pensem que eles não possuem medos, ele é tão mortal quanto todos, porém ele precisa fazer com que todos a sua volta acredite em seus ideais, e mais do que isso, sente a obrigação de passar confiança a todos, portanto mesmo diante de uma situação impossível você verá um Paladino calmo com sua postura firme, passando confiança aos demais, mostrando-lhes que o mal existe, mas não é necessário teme-lo pois ele sempre estará lá para enfrenta-lo.

Fé, a mais poderosa entre as armas

A fé de um Paladino nada mais é do que a pura convicção em seu ideal. É o combustível que lhe torna poderoso, não me refiro a poderes fantásticos, divinos, mas basicamente a chama que alimenta todas as demais características que o tornam um Paladino. Sua coragem, determinação, bondade e humildade, só existiram se esta fé estiver em seu coração, por isso digo que não é exatamente necessário que um Paladino seja um servo das divindades, ou que ele exista apenas para combater os mortos-vivos com sua clava, ver essa classe ser definida assim apenas apaga toda a beleza da sua essência. Para realizar um ato que foge dos limites mortais, o Paladino não necessita ter o apoio de um deus, muitos menos precisa estar envolto de magia, ele ira superar qualquer obstaculo, por maior que seja, apenas com a crença em seus ideais, motivado pura e simplesmente por sua fé.

Variações e sub-gêneros da classe

Interpretar um Paladino é algo bem complexo, como viram é um personagem que a cada dia precisa provar para todos e principalmente para si próprio, quais são os valores que o motivam a continuar. E por ser uma classe muito rica em características fortes, o Paladino também esta sujeito a ter sub-gêneros, ou seja, o conceito de Paladino em variadas vertentes. Se analisarmos bem a ideia do que é um Paladino, muitas vezes chegaremos na ideia de ser um guerreiro santo, mas nem sempre a divindade será benigna, e portando mudados essa ideia para um guerreiro justo, e isso nos leva a pensar no conceito de justiça. Por proporcionar variações de ideologias, eu separei a classe Paladino em três gêneros que podem ser tidos como padrões, onde teremos os Campeões da Justiça, os Guerreiros Sagrados ou Malignos e os Cavaleiros de Armadura Reluzente.


O "Campeão da Justiça"

Aqui esta o modelo de um Paladino quase nunca visto perante os jogadores e mestres, digo isso pois muitos só conseguem associar a forma de um Paladino quando serve a algum deus, o que limita muito a classe. Um Campeão da Justiça é a essência mais pura que existe desse guerreiro, ele não tem senhores, ele não é amparado por nenhuma divindade, tão menos recebe títulos e nomes por realizar seus atos. Geralmente ele ira apresentar todas as características citadas acima, mas claro que há suas exceções, e de forma alguma existira um Paladino que ira lutar contra o povo, tornando esse modelo o mais nobre de todos entre as variações da classe Paladino. Ele sempre será justo, e quando a força lhe faltar, buscara dentro de seu coração o que o motiva a fazer o que esta fazendo. Caso queira se aventurar interpretando esse personagem, já lhe aviso para tomar muito cuidado, a vida de um Paladino do Povo é bem curta, dificilmente ele ira abaixar sua cabeça para algum rei, se este agir contra o ideal do que é justo, o paladino do povo deixaria claro sua opinião, jamais ira se recusar a ajudar alguém que foi injustiçado, e sempre estará disposto a proteger a todos. Um bom exemplo pra ilustrar esse personagem seria Richard, do seriado The Legend of Seeker.  


O "Guerreiro Sagrado" ou "Guerreiro Maligno"

Esta é a forma mais tradicional e conhecida de Paladino, um servo dos Deuses, brandindo sua espada em prol dos conceitos e ideologias pregadas pela sua religião. E desde já deixo claro, a partir do momento que existe um ideal no qual ele acredita, ele ira lutar em nome de qualquer deus, seja ele da justiça ou não. Esse guerreiro ira exercer a vontade divina, seja ela qual for, pois o ideal pelo qual luta, é a sua verdade de justiça, mesmo servindo a algum deus maligno, ele entregaria sua vida pela causa.
Muitos associam a imagem do "Anti-Paladino" aos antigos guerreiros que perderam sua fé na causa, entretanto a partir do momento que pararam de lutar em prol da divindade, ele deixa de ser um Paladino, e passa a ser apenas um guerreiro. Neste termo de divindades, um Paladino que serve a algum deus maligno, pode sim ser considerado "Anti-Paladino" ou "Campeão das Trevas" pois seus ideais serão contrários aos Paladinos da Justiça, mas da mesma forma, ambos receberam poderes de algum deus. 
Estes servos dos deuses, precisam viver de acordo com as regras da divindade, tendo dessa forma um laço religioso extremamente forte, recebendo poderes, títulos, e obrigações a serem cumpridas de acordo a hierarquia a qual pertence. Para este modelo um bom exemplo seriam os Paladinos que existem no cenário de Arton (Tormenta) onde existem as Ordens e Paladinos da Justiça (representados por Khalmir, Glorien, Lin-wu...) como também os Campeões dos deuses malignos (como Ragnar, Sszass, Keen...). 


O "Cavaleiro de Armadura Reluzente"

Esta também é uma das vertentes do Paladino, talvez a mais interessante entre as três pois soma a ideia das duas anteriores. Um Cavaleiro de Armadura Reluzente é um guerreiro que luta por um princípio, ele sempre terá um mentor. Geralmente ele sera um "Campeão da Justiça" que luta em nome de alguém, algum rei, algum mago, uma instituição, ou algo do tipo, e dessa forma podemos ter também o outro lado da moeda, pois se este Paladino luta em nome de um reino, haverá outro Paladino lutando em nome do reino inimigo, e suas ideologias acabaram se confrontando, sendo assim também teremos aqui um Paladino que lutara em nome do que acreditara ser o justo. Me referi a esta classe por ser uma junção das anteriores, pois esse Cavaleiro lutara em nome de um propósito e ira pertencer a uma hierarquia, mesmo não servindo a um rei específico, talvez faça parte de um Ordem, e sua honra sera inquestionável. Este Paladino também receberá poderes, mas aqui não devem ser vistos como algo sobrenatural ou divino, ele pode ter acesso a um armamento mais sofisticado, sua palavra sempre será levada como a correta, talvez terá seu próprio feudo, afinal poder nem sempre deve ser visto como magia. O melhor exemplo dessa variação de Paladino pode ser vista na lenda do Rei Arthur, onde é representada pelos Cavaleiros da Távola Redonda.


Visual e Armamento

Sim, depois de refletirmos tanto sobre a personalidade de um Paladino, suas variações e ideologias, podemos avançar para algo mais visual, afinal qual a aparência de um Paladino? Antes de mais nada, devemos lembrar que o Paladino é um guerreiro, e portanto poderá ser instruído na arte do manejo de praticamente qualquer arma, não se limitando a utilização da clava (ótima para destruir mortos-vivos), como também não usa apenas a espada e escudo. Um Paladino poderá sim lutar de mãos vazias, já que não é de seu feitio tirar uma vida, ele poderá nocautear seus oponentes, claro que isso não se aplica a enfrentar monstros, muito menos Orcs (todos comigo no #proverbiorpgista, Orc bom é Orc morto). Como eu já disse que Paladinos em muitos casos precisa passar coragem para dos demais, seria natural ele usar uma armadura e armas de grande porte, e isso se aplica principalmente se estivermos falando do gênero "Cavaleiro de Armadura Reluzente". O Paladino é um especialista em combater o mal (na maioria dos casos) e portanto ele usara da melhor arma disponível para enfrentar aquele determinado perigo, o clichê de usar clava surgiu quando definiram o Paladino como servo de um deus da justiça, que lutava contra as criaturas da noite (em suma mortos-vivos) mas não devemos de forma alguma ter isso como padrão, ele saberá usar uma clava, quanto uma espada, lutará de mãos nuas, e se for preciso ira empunhar um grande machado, no final ele defenderá seu ponto de vista, mas nunca agindo de forma contraria aos seus ideais.  

Conclusão e considerações finais

Verdade seja dita, seja qual for o Paladino, o jogador deverá se atentar as escolhas que faz, de forma alguma poderá deixar de lado seus ideais e sempre deverá ser firme em suas opiniões. Um bom Paladino deverá ser sempre a definição do que acredita, e em muitos casos será tido como o exemplo perante a sociedade, portanto se você escolheu jogar com um Paladino, meus parabéns, aproveite bem o seu personagem, e lembre que nem sempre precisará empunhar uma espada para provar que esta certo, na maioria das vezes um bom roleplay resolve.

Muito bem roleplayers, acredito ter expressado bem minha opinião, espero que passem a ver os Paladinos com outros olhos, interpretem esse personagem pois é realmente interessante jogar com um. Caso tenham alguma observação para acrescentar, formar uma critica, ou nos contar se o seu Paladino é diferente do que falei aqui, peço para compartilhar conosco suas ideias, estou sempre disposto a acrescentar algo novo no meu conceito de Paladino. Não deixem de comentar.

Abraços.
Rpg 1283724639191561828
Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos