rpgvale
1599924783602205
Loading...

O futuro incerto do D&D #DnC 29

Olha só roleplayers nosso tablóide rpgista está chegando ao seu segundo ano de existência e com muita coisa boa (ou não) para ser discutida...

decisivo-e-crítico_ano2
Olha só roleplayers nosso tablóide rpgista está chegando ao seu segundo ano de existência e com muita coisa boa (ou não) para ser discutida na blogosfera nerd. É exatamente com um artigo Hot que rolou no finalzinho de 2011 que a gente estréia o Decisivo e Crítico deste ano. Quem já está ligado, sabe que estamos falando do pronunciamento de Mike Mearls sobre a quarta edição do Dungeons & Dragons, gerando bastante polêmica.
Não é desconhecido por ninguém o fato da 4Ed não agradar tantos jogadores assim. Os motivos são vários… desgosto pelo sistema, afinidade com o antigo, nostalgia ou impulso do que andam falando por aí.  Mesmo assim os livros venderam bem nas terras do Tio Sam, principalmente no primeiro ano (2008) e foi a partir daí que os vários memes com Hitler explodindo de raiva com o sistema, começaram a aparecer.
A galera começou a se apoiar na edição 3.5 e o Pathfinder lançou o seu próprio rpg que era considerado o D&D 3.8, isso no mínimo mostra uma certa reprovação a versão da WOTC.
Mas não sei se a Wizzards havia se manifestado com tanta intensidade sobre seus problemas em algum lugar até o Mearls, o atual responsável pelo Dungeons & Dragons dizer que os designers haviam perdido a essência do jogo quando desenvolveram essa edição. Para ele o poder do mestre foi totalmente diminuído e passado para os jogadores, se tornando um mero coadjuvante juíz de regras. Para ele o maior erro foi tentar criar um rpg que fosse totalmente equilibrado, o que fez com que ele parecesse muito com o MMORPGcomo ouvi falar de alguns jogadores.
mike mearls rpg d&d
Há quem diga que o Mike Merarls sempre foi um cara contrário ao sistema do D&D desde a segunda edição, que ele é a favor do roleplay e narrativismo puro, o que pode desequilibrar também o rpg, mas não dá pra agradar a gregos e troianos.
A 4Ed teve sim algum problema ou não teria gerado esse desconforto todo.
Desconforto que, queira ou não, fez o atual representante do game se pronunciar na web. O que isso prova? Que realmente o futuro do roleplay é incerto aqui ou fora das terras tupinquins. Além disso, demonstra a preocupação da WOTC com sua franquia – ou teria cortado a cabeça dele por falar contra sua marca na web.  Minhas apostas são, para mudanças incisivas no sistemas para os próximos anos. Nada muito brusco, afinal mudar alguns anos de publicações requer um tempo também. Algo gradativo. Para nós, não influenciaria muito o cenário brasileiro, que é sustentado por publicações indie. (afinal já viram os preços que essas coisas chegam para cá?) Mas é confortante ver que as coisas estão se movimentando e podem incentivar esse novo momento para diversas empresas e editoras pelo mundo afora.
WOTC 6854134789172877432
Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos