rpgvale
1599924783602205
Loading...

Alma de um Personagem

Mesmo os mais experientes em um determinado momento da aventura, acabam por dar uma gafe. E isto é perfeitamente normal em se tratando d...


Mesmo os mais experientes em um determinado momento da aventura, acabam por dar uma gafe. E isto é perfeitamente normal em se tratando de diversão, pois uma dessas gafes acaba por marcar aquela aventura pra sempre.

 Em uma das minhas campanhas, tive um jogador que realizou a proeza de cortar as cabeças de uma Hidra,  e acredito que a esmagadora maioria sabe que ao faze-lo nascem duas no lugar da cortada. Obvio que desde então, quando falamos de Hidra, todos os jogadores se lembram em detalhes daquela campanha.

Quando se trata da interpretação de um personagem na qual o jogador se identifica, me refiro a forma como fala, como se porta diante de determinadas situações, entre outros comportamentos que distinguem este seu personagem de um futuro, quando esta situação surge em uma mesa de Roleplay, vemos a pura magica se concretizar.

Fato seja dito, muitas vezes o "personagem incorpora o jogador", não digo que seja ruim, entretanto quando isto ocorre aquele seu personagem ira absorver seus desejos, medos, e todos as demais motivações, isto faz com que você utilize apenas determinados arquétipos de personagens. Um jogador "brigão" jamais iria permitir que seu personagem fugi-se de uma luta, outro que venha ter fortes princípios morais, nunca conseguiria viver como ladino... e por ai vai.

E em raras ocasiões o "jogador incorpora o personagem", neste caso digamos que o jogador interprete qualquer arquétipo que tenha em mãos, podendo ser ele de qualquer raça, classe ou outra definição. Isto também nunca atrapalhou o Roleplay, e sempre é bem vindo nas mesas para suprir qualquer necessidade do grupo.

Mas vamos mais além, todos já temos um modo de pensar e agir, e se analisarmos bem, todos já temos um personagem pré-definido em algum sistema/cenário existente, e quando o encontramos, e nos identificamos, surge a grande ligação entre jogador-personagem, a carcaça estava la e você colocou sua alma para completa-lo,e isto traz ao grupo o grande propósito de continuidade, e ao jogador a necessidade de evoluir.

 Seu personagem vai evoluindo com o passar das aventuras, vai acumulando experiencias, e não me refiro á pontuação, e sim as situações vivenciadas. Todos sabemos que é simples sentar e escrever uma historia de como o personagem nasceu, sua infância e demais detalhes ate o presente momento que você começa a jogar com ele, mas quando você passa por toda esta historia, vivenciando cada detalhe, o RPG ganha vida.

Eu particularmente sempre apreciei o cenário TORMENTA, no qual sempre mestrei para meus grupos iniciantes e outros nem tão iniciantes assim (hehe), e dentro deste cenário encontrei o meu personagem. Desde sua criação a uns 10 anos atras, ate hoje, jogo com o mesmo personagem: Um elfo, Espada-de-Glorienn/Guerreiro Espiritual, que luta para restabelecer a cultura e crença de seu povo, que não foi todo destruído durante a guerra, mas voltaram suas costas para a deusa Glorienn.

Então, gostaria de saber se vocês já encontraram este personagem em sua mesa. Caso sim, respondam a este tópico informando qual. Caso ainda não encontraram, busquem, e levaram mais diversão para suas partidas,  o Roleplay em si sera mais prazeroso, e com isto os mestres também ganharam jogadores fidelizados.

Novamente espero ter contribuído com meus pensamentos insanos (quem mandou eu comprar a desvantagem insanidade, precisava de mais pontos pra distribuir na minha planilha), e colaborado para que o RPG seja visto também como ferramenta de alto conhecimento.

Ate a próxima pessoal.


Rpg 4045346675209966649
Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos