rpgvale
1599924783602205
Loading...

DECISIVO E CRÍTICO #16 O maior pecado de “Padre”

O universo vampírico Holywoodiano estava com sérios problemas. Desde Underworld, Anjos da Noite, nenhuma produção estava honrando o bom no...

decisivo-e-crítico

O universo vampírico Holywoodiano estava com sérios problemas. Desde Underworld, Anjos da Noite, nenhuma produção estava honrando o bom nome dos seres da trevas nas telonas. O sangue havia sido trocado por beijos abraços e crepúsculo – lastimável… eu sei.
Padre (Priest) é um filme, que chegou com uma abordagem diferente de tudo isso que já havia rolado no cinema. É (como a galera do Omelete falou) um Faroeste, vampírico, futurista, que foi inspirado nas HQs de Hyung Min-Woo.  Aliás esse universo futurista (meio steampunk) é um dos pontos altos da trama.

padre

Na trama, os Vampiros sempre destruíam as forças humanas em guerras sangrentas, até que não havia mais aonde fugirem. A Igreja criou cidades fechadas e desenvolveram guerreiros fantásticos que fizeram os sangue-sugas pedir perdão pelos seu pecados.  Esse fato é contado em uma animação, logo no início do filme e ajuda sua cabeça a explodir na frente da tela.  No filme restam poucos padres, mas isso a gente fala depois de ver o prólogo.



Depois, que a guerra estava praticamente ganha, os guerreiros foram jogados como lixo para a sociedade escrotizar. Aceitavam trabalhos como catadores de lixo, pois ninguém mais queria se relacionar com eles. A própria igreja revogou seus direitos. Sinceramente, não dá pra acreditar que uma nação rejeitaria de tal maneira seus heróis de guerra, mas enfim… o visual estava maneiro então isso passou batido, na esperança de ver novamente as palavras sangue, morte e vampiros associadas.

Priest-movie

No meio disso tudo, a sobrinha de um dos Padres (Paul Bettany, conhecido como o Bardo do filme “Coração de Cavaleiro”) é raptada por vampiros e ele resolve contrariar as ordens da igreja para salvá-la.
Até aí tudo bem, a ambientação estava perfeita, o figurino era legal também – sentia falta de vampiros sem humanidade alguma, esse foi um grande trunfo da obra. A história prometia bastante e teve alguns desfechos interessantes, mas parece que , realmente, o desenvolvimento de tudo isso foi bem rápido e leviano.
Aliás muitos elementos do filme não são explicados de nenhuma forma.  Não existe uma explicação nem para a organização da sociedade atual.
Percebe-se que existe uma certa resistência de um grupo contra os que vivem seguindo os dogmas da Igreja, mas mesmo essa Instituição não ficou bem organizada no enredo.

priest-movie-1

A gente sabe, que compostas por um clero bem ortodoxo, que visa o poder e manter as pessoas da cidade controladas através do medo, mas faltou uma profundidade para que a existência dos Guerreiros sagrados sejam melhor destacados.
Algumas perguntas vão ficar na tua mente ao final do filme: Como se vira um Padre, como era seu treinamento, de onde vem os seus poderes? Felizmente a história não acaba em um filme, apenas. Teremos mais uma chance para obter respostas e ver os vampiros irem para o inferno.
decisivo e crítico 6337079640251547852

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos