rpgvale
1599924783602205
Loading...

Da tela para a mesa – aprenda a entender o universo RPGista

Se você é daqueles que está cansado de ser chamado de Noob/Newbie. Acha que depois do Level 50 Ragnarok perde toda a graça e  por mais ite...

hero-quest1

Se você é daqueles que está cansado de ser chamado de Noob/Newbie. Acha que depois do Level 50 Ragnarok perde toda a graça e  por mais itens que consiga as classes acabam ficando muito parecidas no jeito de vestir, então você está no post certo.  Isso por que vou apresentar pra você, RPGista de video game, um tipo de aventura aonde só a sua imaginação limita suas ações e seu personagem pode ser, realmente, único: o Role Playing Game.

É isso mesmo, RPG Siginifica alguma coisa, ao pé da letra seria “Jogo de interpretar personagens” e isso quer dizer, que você vai fazer de conta que é alguém em um universo  fantástico enfrentando mistérios e aberrações para salvar seu mundo – ou destruí-lo.
 O MMORPG, é uma adaptação do jogo original de RPG para as telas dos computadores e consoles de games. Como toda adaptação ele acaba não sendo tão fiel a sua versão clássica. O lance é que a versão digital do RPG acabou massificando e dominou geral a garotada mais nova. Isse faz com que muitos desses novos rpgistas cresçam sem conhecer nomes como D&D e Vampiro, a máscara. Mesmo assim muitas vezes  se deparam com caras mais velhos falando de sistemas e dados de uma maneira que parece ser de um mundo que eles desconhecem. E assim, infelizmente, acabam não aprendendo sobre o clássico RPG, porque muitos não tem paciência ou entendimento sobre essa dificuldade nativa das gerações #young.
O RPG de mesa tem suas características principais e são nelas que um jogador de MMO se perde, as vamos entendé-las melhor agora:

ficha
Que lance é esse de fichas de personagens?
É muito simples, veja bem, quando a gente cria um personagem em qualquer game de RPG temos que preencher suas informações básicas (Força, Defesa, Agilidade e etc) e outras como equipamentos, magias e golpes especiais. No PC você tem o apoio visual, então  fica mais fácil, mas no papel é necessário descrever com mais precisão, para que todos do grupo compartilhem a sua visão do seu herói.

Essa descrição é feita através da Ficha de personagem, quem tem uma habilidade maior com ilustração pode se arriscar a desenhar um pouco nela, muitas já tem um espaço para isso mesmo. Aí já entra em um dos pontos, que o “RPG de mesa” se destaca dos games de console: a liberdade de criação… afinal não existe padrão, nem combinações de personagens. Mesmo os Kits de alguns sistemas podem ser alterados na medida da sua imaginação. Pode adaptar um personagem de cinema, quadrinhos ou qualquer coisa para a sua mesa.

dados-rpgista
Tudo bem, mas os Dados, o que faço com eles?
Essa é uma das partes mais emocionantes do RPG, porque você participa ativamente da mecânica do jogo, que vai interferir em seus atos e decisões. Vamos descobrir como:
Você tem uma Ficha agora, como descrito acima e nela existem vários números de habilidades e pontos de Atq/Defesa. Durante o jogo, toda vez que você tem que atacar, se mover ou abrir uma fechadura, esses atributos do seu personagem são testados através de processos matemáticos que a gente não vê, mas acontecem em uma velocidade gigantesca. Tudo isso com base em um sistema, que é um conjunto de regras definindo o que pode ou não existir naquele mundo (ou plataforma de game) e regras que definem o equilíbrio dos níveis de jogadores. Complexo não?

No RPG tradicional, isso também é necessário, mas (claro) com sistemas mais simples e que favorecem a diversão, então quando você tem que testar sua força ou qualquer outra habilidade exigida para uma ação determinada você utiliza um Dado. O RPG mais famoso, D&D, usa um dado de 20 faces para isso.

exemplo-rpg-live-action_2
Saquei, mas aonde entra o Teatro nisso tudo?
Como o nome diz, o RPG é um jogo de interpretar e é esse ponto que você não vai encontrar em nenhum game eletrônico por aí, aliás o Roleplay é o melhor do jogo, pois é aonde a sua imaginação e a dos outros jogadores influenciam ativamente na construção do mundo em que estão jogando.
Não basta declarar sua ação, tem que interpreta-las… é já percebeu, então, quantas pérolas não saem disso? Quantas Estórias e contos engraçados rolam durante uma simples sessão de RPG? Se ainda não imaginam como isso acontece então precisa escutar #Urgente esse RPGcast para perceber como o RPG pode ser muito divertido - http://www.rpgvale.com.br/2012/08/rpgcast-01-2-temporada-os-guerreiros-do.html

Agora dispam-se de seus modificadores, esqueçam as combinações de personagens que geram combos infinitos, pois isso de nada serve no mundo do Roleplay… depois de ler isso e ouvir o RPGcast é só procurar um grupo de RPGistas ou criar o seu e se aventurar por aí em universos sem limite.
Que? quer mais ajuda? então beleza… se liga e uma lista de RPGistas do twitter http://www.rpgvale.com.br/2010/09/lista-de-editoras-autores-grupos-e.html
Até nossa próxima aventura.
Rpg 780770458512533264
Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos