rpgvale
1599924783602205
Loading...

MMORPGs, o que é e quem joga esse tipo de game.

Com o crescimento da internet os jogos online se tornaram cada vez mais presentes na vida dos internautas brasileiros. Os RPGs, jogos de in...


Com o crescimento da internet os jogos online se tornaram cada vez mais presentes na vida dos internautas brasileiros. Os RPGs, jogos de interpretação de personagens, que conseguiram grandes adeptos nas décadas passadas, encontraram um novo ambiente aonde milhares de pessoas pudessem se aventurar juntos e, com essa evolução se transformaram em jogos chamados de MMORPGs. Para entender de fato essa variação de RPG convidamos uma galera de peso para explicar porque esse tipo de game faz muito sucesso.

Um Massively multiplayer online role-playing game ou MMORPG é, basicamente, um jogo de interpretação de pesronagens virtuais em um ambiente de videogame ou computador conectado a uma rede (como a internet) permitindo assim, que várias outras pessoas participem do mesmo cenário.

Após a massificação dos RPGs tradicionais jogados em mesa com fichas de papéis, por volta de 1980, começaram a surgir as primeiras adaptações para o mundo eletrônico. Eram jogos que representavam os elementos básicos do D&D como elfos, calabouços e já tinham um certo nível de interação com a internet que existia na época. Esses eram os MUD ou Multi-user dungeon, aonde os participantes recebiam textos e todo tipo de conteúdo sobre o mundo aonde estavam jogando e tinham que digitar comandos para poderem enfrentar monstros e concluir suas missões.
Esse tipo de game começou a evoluir na medida que os computadores pessoais tinham maior capacidade de reproduzirem gráficos mais realistas e com maior velocidade de rede. 
Na verdade, um dos grandes momento para os MMORPGs, foi realmente o surgimento dos primeiros jogos com gráficos, por volta da década de 90, provavelmente com o Neverwinter Nights desenvolvido pela Stormfront Studios.

Segundo Zer Arnaldo, coordenador da área de games da Campus Party 2011, o primeiro MMO totalmente brasileiro foi o Erinia, um game feito das lendas e contos retirados de todos os cantos do Brasil. Ele passou muitas horas explorando o jogo e diz, que tinha uns gráficos bons e a jogabilidade boa, sem contar que utilizava o folclore brasileiro como cenário. Na verdade o game contava com 130 espécies diferentes que iam de Saci até Mula sem cabeça.


Um dos jogos mais expressivos e que ajudou a popularizar esse tipo de game no país foi o Tíbia, que é jogado até hoje por muitas pessoas, mas o que as pessoas não sabem é que ele surgiu em 1997, com gráficos bem mais simples que a versão atual.

Hoje RPGs Online são um sucesso no país, para Zer o mercado brasileiro de MMOs está no auge, com muitas opções de jogos para quem gosta do estilo. Entretanto o player de MMOs brasileiro é muito volúvel, e após um certo período de tempo em um jogo, ou abandona-o ou parte para um outro jogo diferente.
O que podemos dizer é que os MMOs tem sempre o poder de atrair novos seguidores e isso funciona de certa forma viral, de boca a boca, com um amigo convidando o outro para compartilhar umas horas extras se divertindo em conjunto.
Realmente quem joga MMORPG nem sempre é um gamer viciado ou fã de carteirinha como o RPG clássico. Na verdade a própria industria de jogos percebeu que cada vez mais os jogos atraem a atenção de jogadores conhecidos como “Casual gamers”.
Para César, que trabalha no marketing da Webcore Games, que já produziu jogos publicitários para empresas como Globo e Honda: Os jogadores casuais são aqueles que jogam sem compromisso, apenas como um mero passatempo. Diferente dos jogadores hardcore, os casuais gastam pouco dinheiro com jogos eletrônicos. Não se preocupam tanto com a história e sim com a diversão, e frequentemente preferem outras atividades para fazer no tempo livre. Por isso, são mais suscetíveis a se interessarem por jogos de plataformas mobile, nas redes sociais ou em outros formatos que permitem um rápido gameplay, ao invés de horas na frente da TV com um joystick na mão.
Graças a esse tipo de jogador os MMORPGs estão se tornando um mercado muito rentável, pois eles preferem pagar para ter algum tipo de benefício do que passar horas ganhando níveis no jogo.
Zer acredita que esse jogo se torna lucrativo, pois mesmo os jogos gratuitos, possuem o sistema de cash, que consiste em vender itens especiais que ajudam os jogadores a alcançarem os seus objetivos no jogo mais rapidamente. Além do que, há MMOs que estão vendendo espaços publicitários dentro do próprio jogo, o chamado “game advertising” o qual gera uma receita ainda maior para os seus criadores.


Atualmente os MMORPGs são bem elaborados e tendem a imitar o mundo real e mantém um sistema político e até monetário, mas o que atrai jogadores é exatamente a surpresa e as recompensas que seu personagem vai ganhando ao longo da aventura, assim como confirmado pelo Zer:

Eu imagino um MMO como uma caixinha de supresas, O ser humano por natureza é curioso e enquanto não descobre aquilo que quer não fica em paz. E no MMO é assim, a cada momento você está descobrindo uma coisa nova ou ganhando um item novo, descobrindo atalhos e iniciando novas aventuras. Além disso, quanto mais você interage com o ambiente virtual mais pessoas você vai conhecendo, formando um vínculo de amizade que as vezes ultrapassa até mesmo os limites do jogo. E é isso tudo que torna o jogo tão interessante e fascinante.

Para conhecer e jogar algum tipo de MMORPG basta fazer uma pesquisa simples na internet e encontrará centenas de títulos interessantes. Uma das empresas mais importantes do ramo (no Brasil) é a Level Up.


Referências:
Os primeiros MMORPGS http://rpglink.in/hqLYH9
O primeiro MMORPG Nacional http://rpglink.in/elfCZd
MMORPG http://rpglink.in/eMbjna
MMORPG 2938794242092706309

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos