rpgvale
1599924783602205
Loading...

Canções da Meia-Noite#12 Antigen

Olá todos a Canções da Meia-Noite estréia hoje com seu espaço para a publicação de contos enviados por vocês jovens escritores e nessa prim...


Olá todos a Canções da Meia-Noite estréia hoje com seu espaço para a publicação de contos enviados por vocês jovens escritores e nessa primeira edição irão ver  o conto Antigen, onde o mundo esta mergulhado na destruição causada por um grande Holocausto criado por Bruno Gonçalves(@BrunoDG ) do blog Listen the Voice of the Soul,onde ele nos traz a luta do jovem Joseph pela sobrevivência.

Antigen
Prólogo

Era absolutamente compreensível entender a dor de Joseph  e ter pena dele: Sua mãe morreu em um atentado ao shopping local e seu pai "desapareceu" no dia que era comemorado o aniversário de seus 18 anos. O impressionante era, mesmo depois de tais fatos ruins, um fraco tentaria o suicídio. Mas Joseph, apesar da sua face cheia de amargura e ódio, tirava forças para tentar reencontrar seu pai, mesmo que fosse só o cadáver dele.
Depois do Grande Holocausto Nuclear de Dezembro de 2012, quando Joseph ainda tinha 6 anos, o mundo caiu em desgraça. As calotas derreteram por completo, a temperatura mundial perdeu totalmente o controle, os mares secaram, e o pouco de água que se é encontrado geralmente é radioativa. Os prédios desabaram, as outras formas de vida se deterioraram, e é quase impossível se encontrar outra forma de vida que não sejam os seres humanos.

Joseph tentou de todas as formas encontrar seu pai, porém sempre sem sucesso. Até o dia do seu aniversário de 21 anos, quando uma visita inesperada bate a sua porta...

Capitulo 1 - O Errante Solitário

- Noite fria, não é?

Joseph não acreditava no que via. Era seu pai, vivo na sua frente. O pai que ele procurou por 3 longos anos sem sucesso agora estava na sua frente ali parado. Quase que instantaneamente ao bater os olhos no pai, os olhos de Joseph se encheram de água, e ele correu para abraçar seu pai.
- Calma filho, eu estou aqui, não precisa se preocupar... - O pai de Joseph falava enquanto abraçava e fazia carinho no filho.
- ONDE VOCÊ ESTEVE TODO ESSE TEMPO??? TE PROCUREI POR 3 ANOS E VOCÊ SIMPLESMENTE...

Joseph engole a fala e sente que algo está úmido na altura da barriga. Ele se afastou e pode ver que seu pai tinha um buraco de algo como uma espada ou uma faca em sua barriga. Parecia ter sido recente. Assim que Joseph se afastou um pouco mais, seu pai cai no chão da casa, que já estava em destroços. Joseph correu para socorrê-lo:

- Pai! Quem fez isso com você?
- Filho, não queria te contar, mas você se lembra que eu te ensinei a usar armas e todas aquelas táticas de guerrilha?
- Sim! mas o que isso tem a ver? você aprendeu elas no exército não foi?
- Não, filho. Já que seu pai vai morrer eu tenho que lhe contar a verdade... - o pai de Joseph tosse e cospe sangue nessa hora - Eu na verdade era uma espécie de agente da KGB.
- QUE?
- Sim. A KGB. Aquela que era a agência secreta do governo soviético da nossa mãe Rússia e que foi extinta depois desse Holocausto. Eu era o último agente vivo. Eles queriam me eliminar, e parece que conseguiram... - Tosse novamente.
- Como assim? KGB? Eliminar você? Eu não entendo!!!
- Eles queriam me eliminar... Eles... Queriam me eliminar por que eu escondi o que eles querem e não contei. fiquei 1 ano preso, fui torturado e... - outra tosse, e é visível o tremendo esforço que ele faz para tentar contar tudo a seu filho - consegui fugir. Tentei retornar para casa o mais rápido que pude. Porém, encontraram-me e me esfaquearam com uma lâmina banhada em Ditriamin, um veneno que corrói o corpo por dentro aos poucos fazendo com que pareça morte natural... - Outra tosse, o pai de Joseph está quase desacordado.
- Mas pai, então onde está isso?
- Em São Petersburgo, é um cofre de metal negro... A senha é... - Outra crise de tosse - A... A senha é... O aniversário... de sua... falecida mãe... - Outra crise de tosse, porém essa pareceu ser a última. O pai de Joseph se encontra desacordado.
- Pai? Pai, não faz isso comigo! PAI! - Joseph, chorando, balança o pai, agora morto em seus braços, em uma vã tentativa de receber alguma resposta - PAI!!

Após aquele incidente, Joseph decidiu que não ia mais perder tempo em sua cidade. Chegou a hora de dar um basta nisso tudo. Agora, além das perguntas que já rondavam sua cabeça, ainda entraram mais: Porque seu pai não tinha lhe falado disso antes? Será que ele teve medo? Será que foi por segurança da família? E o que tinha nesse cofre de metal negro? O que seria tão importante a ponto de seqüestrarem seu pai e matarem-no por não ter revelado a sua localização?

Joseph estava completamente perdido. Como ele ia partir para São Petersburgo, que era do outro lado da Rússia se ele só tinha uma velha pistola e uma faca de sobrevivência? Bom, caro leitor, imagino que você está se perguntando o que faria nessas horas, certo? Pois bem, ele parou para pensar durante 3 dias e 3 noites incansavelmente, até chegar a uma conclusão: Não adiantaria ficar parado. Mesmo somente com uma faca e uma velha pistola, ele teria que sair.
Aquilo tinha toda a cara de uma viagem sem volta. Joseph não queria e nem gostava de armas, quanto mais de se imaginar matando alguém! Joseph tinha repúdio só de pensar nisso. Mas o destino é muito mais cruel do que podemos imaginar e Joseph partiu, sozinho, rumo ao centro de todo o caos que começou em sua vida...

Se você quer ter seu conto publicado aqui na RPG Vale mande para agente contos@rpgvale.com.br ou entre em contato pelo twitter @Daniel_DarkWolf,até a próxima semana pessoal.
Contos 3955868994389308967
Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos