Justificando os recursos do seu personagem


Em vários sistemas de RPG, existem vantagens ou aprimoramentos que concede alguns níveis de recursos para seu personagem. Dinheiro, carros ou mesmo uma coleção de equipamentos podem ser adquiridos dessa maneira, mas nem sempre são justificados pelos jogadores e acabam ficando sem nenhum tipo de comprometimento com a realidade do mundo proposto pelo narrador.

Se você optou por começar com um nível de recursos elevado, desenvolva isso em teu background e nada da desculpa padrão de “sou filho de um milionário ou herdei uma fortuna do meu avô”.
É essencial, que você deixe bem claro como sua fortuna foi conquistada, pois isso pode influenciar para suas ações futuras no jogo e também ajudar a manter seu estilo de vida.
Muitos mestres e jogadores esquecem de onde essa grana surge... mesmo o Bruce Wayne tem uma empresa e por mais que deixe o controle na mão de terceiros ee acaba passando alguns dias para verificar como andam suas finanças.


Se você tem uma coleção de armas medievais em teu castelo, não pode deixa-las simplesmente enferrujando, assim como uma biblioteca inteira trancada e sendo corroída pelas traças e cupins. Se você tem qualquer tipo de bens materiais é importante lembrar dele durante as sessões. Isso faz do RPG um pouco mais realista e acaba deixando o jogador em situações bem divertidas, pois mostra que suas escolhas exigem bastante responsabilidade. E vocês como tratam desse assunto em sua mesa?
Share on Google Plus

About Ale Santos

Storyteller, escritor de SCIFI,  Dark Fantasy e Designer de Narrativas para Board Games.  Um dos autores da Storytellers Brand'nFiction.  Editor do premiado blog RPG Vale, conhecido como @O_RPGista 
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 disqus:

Postar um comentário