rpgvale
1599924783602205
Loading...

Velhos Mundos. Grandes Aventuras!

Saudações aventureiros! Hoje inauguramos uma nova sessão no blog RPG Vale! A Old School Inn! Nessa nova sessão exploraremos um pouco do...



Saudações aventureiros!
Hoje inauguramos uma nova sessão no blog RPG Vale! A Old School Inn!

Nessa nova sessão exploraremos um pouco do passado glorioso de nosso hobby favorito, o RPG, e conheceremos sistemas antigos e a muito perdidos no fundo de baús empoeirados, cenários fantásticos que foram grandes sucessos no passado (ou ainda são!) e principalmente descobriremos, em nossa viagem pelo tempo antigo do RPG que tanto gostamos, novas possibilidades de diversão nesses cenários de outrora.

Mas você não deve ter entendido bem o nome da sessão! O que diabos quer dizer “Old School Inn”?

Pessoas como eu, velhos jogadores de RPG e membros da “Velha Guarda” (sim, eu jogo RPG a mais tempo do que posso lembrar – e não digo quanto tempo para não parecer ainda mais velho!) são conhecidos por muitos como os integrantes do seleto grupo (não tão seleto assim) dos jogadores e mestres da “Velha Escola”.
Some a isso um trocadilho infame com o nome de uma das mais conhecidas estalagens dos cenários de D&D, a Estalagem do Velho Crânio (ou Old Skull Inn em inglês), na vila do Vale das Sombras em Faerûn (do cenário Reinos Esquecidos – Forgotten Realms) e você entenderá o nome dessa nova sessão.
Voltando a nossa temática, a cada post vamos conhecer um novo sistema de RPG das antigas, ou ainda explorar um pouco dos cenários que eles abordam. Nada de regras! Vamos falar de história, riqueza de cenário, possibilidades de interpretação e principalmente, diversão!
Para começar, e em grande estilo, vamos então conhecer o primeiro e mais antigo cenário de Dungeons & Dragons, o mundo de Greyhawk!




Greyhawk – O início!

É difícil falar da criação do cenário de Greyhawk sem embrenhar-se pela própria criação do RPG como conhecemos hoje.

Muitos devem conhecer a história de como surgiu o RPG, dos nomes de Dave Arneson e Gary Gygax e de sua paixão pelos jogos de estratégia e de tabuleiro. A criatividade de ambos e a busca constante em entreter filhos e amigos durante as sessões de jogos, resultou na alteração nas regras desses jogos de tabuleiro, na inserção da necessidade de criação e interpretação de personagens e principalmente na criação do mundo de Oerth e no cenário de Greyhawk, o primeiro “mundo” de D&D!

Greyhawk foi criado em meados de 1978 e foi desenvolvido, incrementado e ficou “vivo” até 2008, quando foi descontinuado pela WotC (Wizards of the Coast) com o lançamento do D&D 4ª Edição. Concebido como uma masmorra abaixo do Castelo Greyhawk (que na versão final tinha 50 níveis!) aos poucos o cenário foi tomando forma, ganhando reinos, cidades, geografia própria e principalmente personalidades cativantes e incríveis, que até hoje são faladas pelos jogadores.
Vai dizer que você não conhece alguns nomes como Mordenkainen, Bigby, Melf, Nystul ou ainda o Círculo dos Oito? Talvez já tenha ouvido sobre os Deuses Boccob, Ehlonna, Hextor ou Iuz?
Claro que conhece todos esses nomes! Durante muito tempo o cenário básico de D&D (assim como o D&D original e depois o AD&D) foi o mundo de Oerth, e muito desses nomes foram citados, seja em histórias antigas dos livros básicos ou em magias poderosas e artefatos fantásticos.

Mas não vamos nos prolongar por demais! Apresentado um pouco do cenário, na próxima semana vamos falar sobre esse mundo e suas histórias e teremos uma análise do cenário mais antigo de Dungeons & Dragons.

Comentem! Dê sua opinião e na próxima semana tem mais!
Um abraço!

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos