2019 O Ano de Extinção



Imagine um mundo onde  vampiros não são caçados,que andar somente a noite beber sangue de pessoas não é uma maldição ,mas sim um aspecto comum da sociedade,assim é o mundo no ano de 2019 .Durante a segunda década do século XXI uma praga se espalhou pelo mundo transformando quase a todos em vampiros ,e apesar de tudo este fenômeno foi abraçado como uma dádiva e agora a raça humana é caçada brutalmente para alimentar a sede por sangue da população.

Mas tudo isso muda no de 2019 quando o estoque de sangue global acaba e os 5% restantes de humanos estão escondidos e em meio a esse caos esta Edward Dalton(Willem Dafoe) um cientista que busca um substituto para o sangue e acaba encontrando algo muito maior quando se depara com o humano Elvis (Ethan Hawke) que no passado foi um vampiro.Agora juntos eles deverão que lutar para trazer a humanidade para o mundo novamente ,antes que seja tarde demais.
O filme produzido pelos irmãos Spierig (Michael e Peter) pelos estúdios Warner Bros e já se encontra nas locadoras para locação,então de uma conferida de grande filme.

Falando sobre RPG
Bem pessoal uma parte interessante de se destacar é o fato de ser vampiro não é uma praga mas sim o marco da sociedade como é dito acima,e se imaginássemos um cenário de RPG onde a raça humana não é a predominante ,como seria esse mundo?Imaginemos um mundo onde os Anões predominassem ,haveria uma existência de numerosos reinos subterraneos,alem de uma enorme exploração de minerios ,também uma armada muito bem treinada devido ao grande nivels de combate desta raça e sem falar da grande produção de cerveja.Acredito que aqui exista uma idéia bem inovadora para cenários de RPG e que vale apena tentar aplicar.

Confiram o Trailer do filme:

Share on Google Plus

About Daniel Costa da Silva

    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 disqus:

  1. Boa resenha. Vi este filme tempos atrás, vale a pena. Dá uma idéia de ambientação bem rica, ilustra bem e dá muitas idéias pros mestres incorporarem em suas campanhas.

    ResponderExcluir
  2. Tinha muito potencial, mas fiquei um pouco decepcionado com este filme.

    ResponderExcluir