Contos de Acnaila #Diário das Cruzadas



Ao papa Eugênio III


Mais uma noite se estende sobre nossos soldados, e mais um dia de batalha se encerra nessa segunda investida da igreja nas Cruzadas. Pelo que me parece, estamos fadados a uma outra derrota, mas esperamos algum feito como a criação do reino latino de Jerusalém que Sir Godofredo nos deixou.
Se ao menos pudéssemos dar um ideal realista para que nossos homens possam morrer em paz, se soubessem por que nós lutamos, quem sabe espíritos se inflamariam da coragem que nos guiaria pelos caminhos obscuros de cada nova batalha.

A essa hora já posso escutar os cânticos profanos de mais um de seus rituais, suas vozes são capazes de atormentar o sono de qualquer mero mortal, enquanto nossos homens pensam ser apenas uma festa ou orações para o tal Aláh (quem dera fosse para essa entidade, teríamos alguma esperança). Nossos magos de espiritum passam as madrugadas em preparação de um circulo de proteção que sirva para afastar seus poderes, para amenizar as torturas, mas a cada amanhecer o exercito islã cresce em força, violência, raiva e nossos padres já não conseguem exorcizar muitos dos seus.

Penso que essa batalha esta perdida, muitos são os demônios que estão contra nós, pois descobriram que Miguel o arcanjo da batalha não apóia nossa causa. Contamos com poucos anjos que tentam melhorar sua imagem perante a "Grande legião", alguns deles estão aqui por simples motivos políticos, outros se aliaram aos Templários em busca dos segredos da Arca da aliança. Há rumores de que pode estar em mãos dessa legião o que conhecemos de Sudário, enfim não podemos menosprezar esse cavaleiros do Templo.
Voltarei a Roma com os poucos sacerdotes, magos e a falange celestial, para que possamos outrora reunir nosso exército e retornar a Terra Santa...deixarei os homens lutarem sua falsa batalha de levar a força a palavra de Yhvh aos povos, que julgam ser de pouca fé, mas preciso da aprovação de Vossa santidade para me retirar, por isso escolhi Acnaila como meu arauto, espero que Deus o abençoe para atravessar essa Terra que se encontra nas mãos das Trevas.

Atenciosamente

Sir Danavam II
(Membro do “Pentagrama” no vaticano e Líder da Santa batalha nas Cruzadas)

28 de setembro de 1148

Share on Google Plus

About Ale Santos

Storyteller, escritor de SCIFI,  Dark Fantasy e Designer de Narrativas para Board Games.  Um dos autores da Storytellers Brand'nFiction.  Editor do premiado blog RPG Vale, conhecido como @O_RPGista 
    Blogger Comment
    Facebook Comment