Gantz tranforma crianças em pevertidos?




Gantz é uma série de mangá escrita por Hiroya Oku, e serializada na revista Young Jump. A arte do mangá é feita a partir de cenários em computação gráfica, mesclados a personagens desenhados manualmente. 
Recebeu uma adaptação para anime de 13 episódios pelo estúdio GONZO, e uma sequência direta, intitulada Gantz Second Stage, também de 13 episódios, exibidos pela Fuji Television.
Recentemente um garoto achou em uma biblioteca municipal da Flórida um exemplar do mangá de Gants e Psychic Academy e, logo colocou em sua mochila para levar para a casa. O problema surgiu quando sua mãe encontrou o mangá.


Margaret Barbaree, mãe dedicada e militante fundadora de uma organização chamada "Protect Our Children", encontrou os títulos com o filho e apresentou uma queixa ao conselho municipal.
A prefeitura e a biblioteca anunciaram que a queixa não tem fundamentos já que esse tipo de literatura se encontra nos lugares mais altos dedicados a adultos. Isso tudo serviu apenas para reacender aquele questionamento de sempre sobre games, animes e crianças.Na nossa cultura ocidental desenhos e filmes do gênero são tratados como infantis e deixados de lado, até acontecer fatos como este. Já no oriente esses títulos são, abertamente, feitos para adultos. Creio que o fato de muitos pais subestimarem esse conteúdo é o causador de todo tumulto. Realmente o animê é pesado, mas para isso existem as classificações etárias.
Share on Google Plus

About Ale Santos

Storyteller, escritor de SCIFI,  Dark Fantasy e Designer de Narrativas para Board Games.  Um dos autores da Storytellers Brand'nFiction.  Editor do premiado blog RPG Vale, conhecido como @O_RPGista 
    Blogger Comment
    Facebook Comment