Ensinando RPG para leigos

Falar de RPG para quem já conhece toda a história não é uma tarefa nada complicada, os blogs são uma prova disso, bem segmentados e com matérias que qualquer um que não seja rpgista iria chamar de loucura.
Talvez o choque que o RPG causa seja muito grande, mas a sua essência não é muito bem interpretada pelas pessoas, daí os casos e causos que encontramos a fora (jogo do demônio é foda).

Por isso mesmo saber explicar é algo de suma importância tanto para jogadores como para mestres que não querem que confundam seu grupo com um bando de desocupados. Para isso usar analogias sempre funcionam. Assim como @Huddie comentou em seu twitter : geralmente eu faço comparações com relação a teatro, e que temos uma interpretação baseada nas descrições do narrador.

O segredo é não complicar. Esqueça os testes, classes, raças e sistemas, pois a princípio ninguém vai entender isso. @valton dá um exemplo de explicação básica : ... eu digo que é como contar uma história, só q cada um tem o controle de um dos personagens dela, e alguém coordena.

Se mantenha muito bem informado do que acontece no meio do RPG, isso ajuda a nõ passar apuros com perguntas inoportunas. Para isso mesmo que existem os blogs e fóruns de discussões, na dúvida procure algum deles.

Seja muito paciente e não se abale com as dificuldades, se você tiver tentando ensinar mais velhos como uma professora, por exemplo, leve alguma revista, artigo que fala dos benefícios do jogo e testemunhais de jogadores. Com tudo isso, ainda vai ser uma tarefa difícil, mas bem mais interessante.
Share on Google Plus

About Ale Santos

Storyteller, escritor de SCIFI,  Dark Fantasy e Designer de Narrativas para Board Games.  Um dos autores da Storytellers Brand'nFiction.  Editor do premiado blog RPG Vale, conhecido como @O_RPGista 
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 disqus:

Postar um comentário