Por onde começar sua história



Uma idéia na mente nem sempre é o suficiente, o caminho que ela toma pode definir o sucesso da sua história por isso é sempre bom saber como começar.

Cada autor tem seu método ou processo criativo próprio e que talvez não funcionem com outros, mas podemos dar umas dicas que vão ajudar quem não tem idéia de como fazer.

Vamos lá, você tem um herói fantástico, um vilão fabuloso e aquela cena da batalha final na mente mas quando começa escrever se perde no meio disso tudo. Se for assim o primeiro passo é fazer uma sinopse.
Ela é um tipo de resumo que vai nortear seu projeto e tem que conter os personagens principais, os acontecimentos mais importantes e o desfecho de tudo isso. Se tiver alguma dúvida pegue alguns DVD´s na locadora e veja na parte de trás vários exemplos.

Depois de fazer isso escreva tudo que vem à sua mente sobre a história: Cenas, encontros interessantes, diálogos marcantes e outros personagens. Agora releia a sinopse e faça uma peneira com tudo aquilo que não é necessário para o desfecho final.

Separe por ordem de importância o que é fundamental, os detalhes que podem enriquecer a história e o que pode ser opcional para ela.
No final deste processo você terá um roteiro básico, use ele como um guia para sua história, não fuja mais dele para manter a qualidade e a mensagem principal da obra.

Agora vamos para o primeiro capítulo, o início da jornada. Geralmente você pode escrever sobre o lugar nativo do seu herói ou de onde começa a aventura. Algumas histórias e lendas nativas, além de informações sobre a sociedade e a organização dela. Tudo isso vai ajudar o leitor a se envolver com o mundo que você está descrevendo para ele.
Seja qual for o personagem principal de sua história o próximo passo é entrar no mundo dele. Fale sobre suas ambições e seus sonhos. Deixe tudo bem claro e seja objetivo na sua origem.
Talvez ele não seja um cara solitário então conte um pouco das pessoas que rodeiam ele. Cada um desses detalhes ajudará as pessoas a identificarem um perfil psicológico sobre o herói, então revele isso aos poucos. Fale dos medos e do que o torna forte.

Agora vem uma das partes mais difíceis, a revisão. Releia e evite verborragia, corte o que for desnecessário e o que está deixando a leitura cansativa. Foque no roteiro e estude a construção de textos narrativos. Não vai errar no português e nem desista da sua história, com o tempo você ganha maturidade para se tornar um excelente autor.
Share on Google Plus

About Ale Santos

Storyteller, escritor de SCIFI,  Dark Fantasy e Designer de Narrativas para Board Games.  Um dos autores da Storytellers Brand'nFiction.  Editor do premiado blog RPG Vale, conhecido como @O_RPGista 
    Blogger Comment
    Facebook Comment