rpgvale
1599924783602205
Loading...

Equilíbrio

Interpretar personagens peculiares cheios de virtudes, desvirtudes, tiques, códigos, jargões ou qualquer característica que enriquecem e ind...

Interpretar personagens peculiares cheios de virtudes, desvirtudes, tiques, códigos, jargões ou qualquer característica que enriquecem e individualize a interpretação é um primor para qualquer jogador, porém algo que muitas vezes deixa jogadores perdidos na interpretação é a sabedoria (não estamos falando de regras, esqueçam a habilidade) do personagem.

Interpretar sábios não é só usar palavras difíceis e metáforas ou fazer enigmas clichês todo o tempo, toda essa forma indireta dos sábios se comunicarem é um meio de fazer com que os outros alcancem suas respostas questionando a si próprios. Um enigma ou metáfora do sábio sempre será a dualidade da natureza do dilema e um ouvinte do enigma encontrará a resposta que procura e a complicação do mesmo nas duas faces do dilema, porém uma analise aprofundada mostrará que a resposta mais sábia é o Equilíbrio.
 
Não há emoção, há paz.
Não há ignorância, há conhecimento.
Não há paixão, há serenidade.
Nao há caos, há harmonia.
Não há morte, há a Força.
from Código Jedi


Nós, ocidentais, possuímos uma cultura originada de fundamentos maniqueístas e parciais e a sabedoria é representada pelo acumulo de conhecimento. O conhecimento desta cultura é parcial e somente vem a dar ênfase ao Maniqueísmo, filosofia religiosa, diz que existem um Bem e um Mal, onde um e outro não se misturam. Também no maniqueísmo o Bem tratado como algo que deve ser encorajado e praticado e o Mal algo que deve ser evitado e repreendido, porém quando algo não se mostra nem de todo bom ou mal o julgamento sempre será demorado e errôneo.

No oriente esta dualidade da existência não é tratada de forma tão impostamente parcial. Na cultura oriental o reconhecimento destas duas faces do todo é tratado como duas existências que, ainda que contrárias, possuem um mínimo em comum e vivem em harmonia e se complementam para formar a realidade. Esta filosofia oriental é representada pelo Tao (Ying e Yang), e essas forças são a representação de toda e qualquer dualidade não qualificatória, dia e noite, quente e frio, força e poder e etc.

Como a existência é formada por essas duas forças em harmonia, uma sobressalência de uma das forças representa uma deficiência que somente causará o enfraquecimento progressivo da força oposta até sua extinção. A existência de uma das forças sem sua complementar é uma existência corrupta e destruidora, por isso a sabedoria oriental é representada pela ascensão através equilíbrio das forças.

Busca pelo equilíbrio

Apesar das duas forças se complementarem a oposição delas faz com que elas se afastem tornando as manifestações parciais para uma ou outra face da existência, por isso agir equilibradamente algo de muito esforço e elevação. Muitas vezes é mais fácil uma pessoa tendenciosa agir de forma contrária a sua tendência do que equilibradamente.

O equilíbrio é algo a ser buscado continuamente, alguém que siga o caminho do equilíbrio sempre deve pesar a dualidade de um ato para buscar um equilíbrio em sua decisão.

Personagens, principalmente os novos, nem sempre se manterão no caminho do equilíbrio, mas o importante para interpretação não é as ações equilibradas em si, mas sim o comprometimento com a busca do equilíbrio. É claro que quando personagens agem equilibradamente é algo a se recompensar, porém não é justo finalizá-lo a cada vez que não o faça.

Nem sempre é uma falha de interpretação quando o personagem age parcialmente, mas sim uma recaída do personagem. Em uma recaída do personagem o que qualifica a interpretação é a reação do personagem ao perceber a recaída, caso esta reação demonstre o peso e arrependimento da falha do personagem ela será bem interpretada.

Dualidades


Bem e Mal


Um resquício do maniqueísmo, esta classificação de bem e mal está presente em todos os atos e muitas vezes em dilemas piores que o normal, pois a própria classificação algo como bem já possui sua relatividade, um bem para um pode ser o mal para outro e vice versa. Este dilema deve ser sempre tratado com uma visão geral de todos os afetados pela ação e pesado sua conseqüência para cada uma das partes.

  • O bom que pune o mal com a própria maldade é tão mal quanto ele.
  • A morte de inimigo é um bem para o indefeso, mas é um mal para o inimigo.
  • O mal de poucos pelo bem de muitos.

Razão e Emoção

A ação por pura razão pode ser fria e desleal, porém a emoção pode ser imprudente e injusta. Este é um dilema muito mais pessoal, pois alguns personagens tendem a ser passionais e outros calculistas. Ação pela razão sempre pode ser mais eficaz, mas a emoção tende a ser mais forte.

  • Uma vingança a troco de uma derrota importante.
  • O salvamento de um próximo a vários inocentes.
  • O abandono de companheiros por uma vitória garantida.

A visão parcial do equilíbrio

Muitas vezes uma tendência do personagem o leva crer que uma ação é equilibrada quando ela ainda é tendenciosa. Por estar cego pela emoção o personagem acredita que está agindo corretamente ou o personagem que acredita que o mal que ele faz compensa o mal infligido a ele e aos seus.

Geralmente um personagem frustrado ao buscar o equilíbrio o supostamente o encontra agindo de forma parcial e a acredita que suas medidas compensatórias irá equilibrar a existências.

  • Sinestro utiliza a impureza amarela e o temor para impor ordem na galáxia onde ele acredita que os Lanternas Verdes falharam.
  • Um Sith que convence o Jedi a ser corrompido que a existência dos Siths equilibra a ações pacifistas da Ordem Jedi.

Personagens
Uma busca pelo equilíbrio pode aumentara o desafio na interpretação do um personagem e em alguns cenários e sistemas existem estereótipos de personagens que buscam o equilíbrio.

Star Wars D6, D20 e Saga

  • Jedi – Cavaleiros e Conselheiros Jedi utilizam o equilíbrio da Força.

D&D

  • Monge – Lutadores de artes marciais buscam seu aperfeiçoamento no treinamento corpo e mente.
  • Clérigo – Alguns deuses neutros buscam o equilíbrio entre as forças do Bem e do Mal.
  • Druida – A Natureza é neutra e equilibrada.

Storyteller


  • Vampiro – Salubri: Clã vampirico que busca a iluminação e a golconda (equilíbrio existencial besta e homem).
  • Lobisomem – Portadores da Luz Interior: Tribo Garou que busca o aprimoramento através da meditação e contemplação.
Rpg 1761746659366702077

Postar um comentário

Página inicial item

Entre pra Guilda

Mais lidos da semana

Receba nossos corvos