A lenda da garganta do Macaco

Que situação... Eu aqui, abandonado nesta cama, amarrado por nós que nem julgava existir. Tudo que eu  tinha foi
levado... Restou somente meu chapéu cobrindo minhas vergonhas e minhas luvas, deixadas sobre a cadeira. Como se isto
fosse um ato de benevolência daquela ladina.
E pensar que uma simples maçã me trouxe a isto, alguns dias atrás, no mercado do porto...

Era a terceira vez que eu vinha à cidade portuária, mas sempre me fascinava ver as grandes embarcações e suas
velas pomposas. Estava quente e um forte cheiro de  peixe podre infestava o porto do reino de Crown. O mar estava
calmo, com vários barcos ancorados nas proximidades.
Apesar do odor nauseante, meu estômago protestou seu jejum prolongado, então me aproximei das barracas de
frutas e pus-me a procurar minha pequena favorita. Que surpresa tive ao ver que não a encontrava facilmente.
Então, como se os deuses assim quisessem, ouvi claramente o som característico de dentes partindo aquela estrutura
suculenta. Com olhos famintos achei-a facilmente, vermelha e redonda, cujo suco doce, de tão abundante, escorria da
boca de uma bela mulher. E quando digo bela refiro-me a rosto e corpo, este último, por sinal, muito bem valorizado pelo
vestido aparentemente caro.
Pulei uma criança, esbarrei em duas pessoas e parei à frente dela.
– Senhorita, onde comprou esta maçã?
– Um homem estava vendendo, atrás daqueles grandes caixotes... Vê?
– Sim. Eu agradeço a informação. Passei por um velho e me adiantei mais dois passos até ouvi-la dizer:
– Mas comprei as últimas...
Arrumei o chapéu, respirei fundo e a encarei. Ela caminhava cidade adentro, afastando-se da multidão. Olhei outras
frutas, fiz caretas diversas, e fui atrás dela na esperança de conseguir uma maçã.

Leia o final do Conto de Leandro Reis "Radrack"  aqui no link.
Share on Google Plus

About Ale Santos

Storyteller, escritor de SCIFI,  Dark Fantasy e Designer de Narrativas para Board Games.  Um dos autores da Storytellers Brand'nFiction.  Editor do premiado blog RPG Vale, conhecido como @O_RPGista 
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 disqus:

  1. Cara o Brasil é o pais mais moralista do mundo veio! Querem proibir tudo agora, bares, festas, jogos, e agora até os rpgs... daqui uns dias vamos virar uns monges, sair de casa vai ser proibido tb...

    ResponderExcluir